ENCRUZILHADA-thumb-800x532-130159

        Por  Mavesper Cy Ceridwen

 

Nesta época nefasta de Plutão em Capricórnio, produzindo os Trumps e Bolsonaros da vida, é mais do que tempo de pensarmos o neo paganismo no Brasil, especialmente a Wicca.

Penso em onde estávamos no final da década de 90 e onde chegamos. Tenho 27 anos nessa estrada e vivi e testemunhei muita coisa. Pessoas que talvez hoje queiram posar de grandiosas, testemunhei a lama de onde saíram, as falsas iniciações que alegaram e das quais somente se redimiram (será?) porque alguém os iniciou novamente, desta vez de verdade… Pessoas que muita gente odiava, vi florescer e fazer bons trabalhos. Somente o tempo é senhor da razão.

Mas esqueçamos por um tempo o passado e falemos de hoje, onde será que nos encontramos?

Vamos falar do macro e do microcosmo. Que vemos no mundo e na política mundial? Forças e poderes conservadores se unem para tentar calar os que realmente pensam no Todo e no bem comum. Isso se vê em toda parte, não é uma fenômeno do país X ou Y, da religião A ou B.

As pessoas buscam ainda, mas se contentam com as religiões fast food, os eventos comercialóides e os pseudo caminhos iniciáticos com manual de instrução, que de tanto serem pasteurizados e vendidos como boa mercadoria acabam sendo um arremedo medonho do que é a Arte. Pouco importam os títulos, iniciações ou “reconhecimentos” de pessoas que não sabem o que realmente ocorre por detrás de tanta pompa e circunstância. Nomes famosos que referendem caminhos e trabalhos obscuros não me impressionam e na verdade não deveriam impressionar ninguém. O que vale mesmo é a vivência sacerdotal e sacerdócio é algo para a vida, não para as telas de TV ou os programas de rádio encomendados por patrocinadores.

Aliás, essas pessoas e seus asseclas usam o golpe midiático de tentar desestabilizar e dar publicidade a mentiras e difamações contra aqueles que se propõe a uma Wicca sacerdotal e devocional, sem facilidades, um caminho mistérico. Dão publicidade a todo tipo de fake news que ajude seu plano hegemônico: quem não é da curriola deles é “tirânico, aproveitador, farsante, abusador etc etc etc”. Escolha a mentira que mais valha a pena para referendar o caminho fast food desqualificar todos os demais…Que mistério tem nos “mais grandiosos eventos comerciais esotéricos do planeta” mesmo?

Vejo claramente uma linha divisória a se anunciar, uma bifurcação na estrada. Pensemos um pouco no macro do Brasil: você vota ou não em pessoas com propostas como o Bolsonaro? Para mim é de uma clareza meridiana que se você vota nele, não concordo e não componho com suas opções, como é de uma clareza meridiana que se você se contenta com a wicca fast food dos ” maiores e mais importantes eventos comerciais do planeta ” ou você abre um liceu como se fosse uma franquia do Mcdonad’s,  do nada, já que você nunca foi devoto dessa Deusa específica, mas “como todo mundo tem um , por que vc também não tem, numa verdadeira ação entre amigos” ??? Afinal essas coisas são como você comprar um royalty, são como você comprar uma franquia;… ou pelo menos é assim que essa “mercadoria” está sendo vendida no Brasil.  Será?????? Será que as pessoas que deram esse “direito de franquia” a certas personagens nacionais realmente sabiam com quem estavam lidando ou será que simplesmente foram enganados com conversa mole e/ou promessa de vantagens? Algo a se pensar. Certamente se você aceita uma coisa dessas você  não é dos que vão um dia praticar comigo ou com as pessoas realmente sérias deste país.

Você quer ser bruxo sem sujar as mãos de terra pra plantar? Acha que ir em locais naturais é indigno  porque tem a desculpa de ser um “bruxo urbano e moderno”? Odeia o paganismo brasileiro originário porque  tem nojo de índios? Bom, se você gosta de quem propaga e vive essas coisas, sinceramente, não quero o dissabor de entrar em um círculo mágico com você.

Aturei muita coisa, suportei algumas em nome de amizade, respeito a elders, mas que respeito se deve a elders que não se dão ao respeito? Nenhum, so sorry. Tudo tem limites, hoje o meu chegou.

De hoje em diante eu digo: não me calarei. E se a Wicca fast food existe e tem seus momentos de glória, eu Mavesper Cy Ceridwen e a TDB, bem, como inúmeros outros grupos não contaminados pela “Trumpbolsonarice” vigente estamos aqui para dizer: há opções, você praticante que quer procurar um bom grupo de bruxaria não precisa se contentar com tão pouco.

Abençoados sempre sejamos!

Este é o primeiro texto de uma séria bem longa de análise da bruxaria do Brasil. Aguardem.